Muitas mulheres sentem-se insatisfeitas com o formato e/ou volume de suas nádegas. Fatores como a vida sedentária, herança familiar e a idade, tornam as nádegas caídas, flácidas e com pouca projeção. A gluteoplastia tem por objetivo rejuvenescer e tornar mais atraente o contorno glúteo. As técnicas mais consagradas para aumento dos glúteos envolvem a enxertia de gordura (lipoescultura), a inclusão de implantes de silicone ou ambos, dependendo da indicação de cada caso. Geralmente estes procedimentos são associados à lipoaspiração de áreas como cintura, quadris, abdome, dorso e coxas.

Considerações Técnicas
Nos procedimentos envolvendo lipoescultura glútea, a correta técnica de lipoaspiração, o processamento adequado das células de gordura e o método de enxertia são essenciais para se alcançar um resultado natural e duradouro. Nos casos de inclusão de implantes, estes são de gel de silicone, semelhantes aos implantes mamários, porém, com um formato próprio e com um revestimento bem mais espesso, que confere maior segurança ao produto. Eles não interferem no ato de sentar, pois são colocados em posição mais alta e ao se sentar utiliza-se a porção mais baixa das nádegas. A única recomendação é a proibição de injeções intramusculares na nádega.

Procedimento Cirúrgico
Anestesia geral ou peridural com sedação é recomendada. A lipoescultura glútea consiste na realização de pequenas incisões, através das quais, uma cânula é inserida para enxertar gordura lipoaspirada em outras áreas do corpo. No caso de inclusão de implantes de silicone, é feita uma incisão escondida no sulco interglúteo. Os implantes são colocados dentro da musculatura glútea, ficando protegidos pelos músculos e inaparentes ao toque ou ao olhar. Pode-se associar esta cirurgia à lipoescultura para definir melhor o contorno corporal desta região e valorizar o resultado final.

Pós-operatório
Inchaços e equimoses são esperados e terão resolução espontânea em poucos dias. A recuperação é rápida, mas a paciente deve evitar deitar-se ou sentar-se sobre as próteses nos primeiros dias após a cirurgia. O uso de faixa elástica modeladora será necessário por algumas semanas. Pode-se voltar às atividades normais em 15 a 20 dias. Em pouco tempo a paciente deixa de perceber que tem uma prótese no local.

Para mais informações sobre o procedimento faça o download do arquivo em PDF.

Veja também: